CATEGORIA : Administração
PREFEITURA DE AGUANIL PEDE VOTO DE CONFIANÇA, UNIÃO E PACIÊNCIA À POPULAÇÃO NO MOMENTO DE AJUSTES QUE O MUNICÍPIO ESTÁ SENDO OBRIGADO A PROCEDER.

09/10/2018 às 13:33:00
Local: Aguanil

Infelizmente a crise que assola o país, em especial o Estado de Minas Gerais vem surtindo graves efeitos em nossa cidade, com o parcelamento do pagamento do funcionalismo, que já vem acontecendo há mais ou menos dois meses e o atraso do pagamento de fornecedores. Porém mesmo diante desse cenário totalmente desfavorável, o Prefeitura de Aguanil vem garantindo os serviços essenciais que atendem a população em todo o Município.

Diante da crise financeira centenas de prefeituras estão sem poder honrar com a folha de pagamento, assumir compromissos com fornecedores, além de não fazer investimentos nos municípios, além de chegar ao ponto de ter que realizar a demissão de funcionário. Trata-se de um colapso total.

A crise vêm se agravando mês após mês desde janeiro de 2018 e cortes infelizmente seguem na mesma proporção, o que contraria totalmente o Prefeito Dr. Héliton Goulart.

“Em um momento de crise nacional, no qual os repasses (transferências constitucionais) aos municípios vem reduzindo a cada mês, estou sendo obrigado a ajustar as finanças. Uma das medidas necessárias, a meu contragosto diga-se de passagem, é a redução dos contratos administrativos dentro de percentuais que adequem a prefeitura a sua nova realidade financeira. Estamos estudando rescindir alguns contratos provenientes de licitação e que consideramos serviços não essenciais a população. Infelizmente esses ajustes são necessários para que a prefeitura possa honrar seus compromissos.”, destacou o prefeito.

Para completar, Dr. Héliton frisou também o aspecto legal e fiscal referente a folha de pagamento e também deixou clara a sua vontade como Prefeito. “Pela lei, a prefeitura não pode gastar mais que 54% da receita líquida com salários e com essa diminuição nos repasses estamos trabalhando acima desse índice. Se a medida imediata não fosse adotada, o município sofreria severas punições, o que refletiria numa paralisação total dos serviços prestados pelo executivo municipal em 2019. Porém quero aqui também falar do lado humano, quando sou obrigado a dispensar um pai de família, uma pessoa que está começando a vida agora ou qualquer um que seja, me dá uma tristeza danada, pois sei o quanto duro deve ser para essa pessoa. Pela minha vontade eu contrataria todo mundo que hoje não tem um emprego, mas a situação da prefeitura de Aguanil não nos permite. Termino dizendo que é uma situação apenas financeira e não pessoal ou política.”

Mesmo com o cenário adverso, a Prefeitura segue garantindo serviços em diversas áreas como limpeza urbana, educação, saúde e assistência social.

A população de Aguanil tem todo direito de se irritar e de se preocupar. Mas o executivo municipal pede mais uma vez paciência e compreensão a todos. Inclusive já está sendo preparado um leilão de bens móveis para que a prefeitura possa arrecadar um dinheiro para amenizar a dívida contraída pela irresponsabilidade do governo de Minas para com o município.

“Não seremos coniventes com os erros, não nos dobraremos com as desculpas da ineficiência, não permitiremos que gastos supérfluos façam girar a lógica permanente da irresponsabilidade”

OBRIGADO A TODOS PELA COMPREENSÃO!

 


Fonte: Gabinete do Prefeito